General McKenzie dos EUA admite que ataque aéreo em Cabul 'foi um erro' e só matou civis afegãos

230 2021-09-18 09:00:25 Politica
Estados Unidos admitem que erraram no ataque aéreo em agosto no Afeganistão e confessam que as dez pessoas mortas pela investida eram civis afegãos, incluindo crianças.

Nesta sexta-feira (17), o chefe do Comando Central dos EUA (USCENTCOM, na sigla em inglês), general Frank McKenzie, admitiu que nenhum combatente do Estado Islâmico-Khorasan (EI-K), um ramo do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) no Afeganistão foi morto no ataque aéreo de 29 de agosto em Cabul.

O ataque matou dez pessoas, incluindo crianças.

"Este ataque foi realizado com a convicção de que evitaria uma ameaça iminente às nossas forças e aos evacuados do aeroporto, mas foi um erro. Como comandante combatente, sou totalmente responsável por este ataque e seu trágico resultado", disse McKenzie citado pela CNBC.

Ele acrescentou que agora acredita ser improvável que o veículo atingido ou aqueles que morreram fossem militantes do Estado Islâmico-Khorasan ou representassem uma ameaça direta às forças norte-americanas no aeroporto de Cabul.

Clica para ler mais Partilha Agora

Artigos Relacionados


    Warning: mysqli_num_rows() expects parameter 1 to be mysqli_result, boolean given in /home/leacoypv/public_html/logica/Utilidade.php on line 134